Notícias
17
ABR
  Acir Gurgacz pede redução da maioridade penal para homicídio e latrocínio

O senador Acir Gurgacz (PDT-RO) pediu, na tribuna do Senado, a redução da maioridade penal para 16 anos nos casos de crimes de homicídio doloso e roubo seguido de morte. Ele é autor de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC 74/2011) que garante inimputabilidade apenas para quem tem 15 anos ou menos nesses dois tipos de crimes. A matéria tramita sob a relatoria do senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

"Creio que essa medida é necessária para que haja a intimidação da prática desses crimes por menores de idade quando esses já possuem pleno discernimento dos seus atos", alertou Acir em pronunciamento feito nesta quarta-feira (17).

De acordo com o senador, pesquisas revelam que aos 16 anos os jovens são conscientes do que é certo e errado. Ele lembrou a convicção do desembargador Alyrio Cavallieri, que no livro “Falhas do Estatuto da Criança e do Adolescente” defende a tese de que a partir da tenra idade os menores já sabem o que fazem.

O senador sugeriu a criação de uma Comissão Especial no Senado para tratar do assunto. De acordo com a proposta de Acir, esta comissão deverá reunir todas as proposições em tramitação sobre o tema, e no prazo de 30 dias apresentar uma proposta para apreciação e votação dos senadores. "Precisamos dar uma resposta urgente para a população, e essa definição precisa ser assumida por nós, legisladores, eleitos pelo povo para esta finalidade", frisou Gurgacz.

DROGAS - Ainda falando sobre os jovens, Acir Gurgacz contou ter ministrado palestra acerca do uso e tráfico de drogas há dois dias na escola estadual João Bento da Costa, localizada na zona sul de Porto Velho. Ele explicou que encontros dessa natureza acontecem desde 2010 com o apoio do Conselho Estadual de Entorpecentes de Rondônia, dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), além de envolverem voluntários, pais, professores e lideranças comunitárias.

"Alertamos os estudantes para que não caiam nas ciladas armadas pelos traficantes, nas falsas ilusões apregoadas pela apologia ao uso da maconha; no encantamento das campanhas publicitárias de bebidas alcoólicas e no merchandising da indústria do cigarro", disse.

Ele observou que o tom das palestras é mostrar que a droga não é o melhor caminho de fuga para conflitos  sociais, desamparo no lar ou problemas estruturais na família e na sociedade. De acordo com o senador, o público é composto por estudantes de ensino fundamental e médio, de 7 a 17 anos.

"Ao conversar com as crianças, jovens e adolescentes, eu tive reafirmada a minha convicção de que a família e a escola precisam ser resgatadas como os alicerces para o desenvolvimento saudável de nossas crianças, de nossa sociedade e da nação brasileira", afirmou Gurgacz.


« VOLTAR

 
 
 
 
mais noticias
16
JUL
  Acir reafirma candidatura e fortalece alianças em Cacoal
13
JUL
  PDT e PSB selam união e fazem convenção conjunta
12
JUL
  Acir Gurgacz defende investimento nas micro e pequenas empresa
12
JUL
  Mais mil agricultores terão casa própria em Rondônia
10
JUL
  Acir Gurgacz elogia aumento de potência de rádios comunitárias
10
JUL
  Atraso nos estudos de impacto ambiental impede obras na BR-319
05
JUL
  Buritis receberá moderna sinalização de trânsito
03
JUL
  Feirão do Produtor Rural de Rolim de Moura é inaugurado
29
JUN
  Parque Ecológico de Ji-Paraná é inaugurado
28
JUN
  Acir destina 2,5 milhões para Rolim de Moura e Ji-Paraná